Em MT prefeito denúncia máfia e MPE prende 14 por fraude no IPTU

11/11/2012 17:25

 

ONG comemora desbaratamento da máfia do IPTU, Chico Galindo está fazendo a diferença, diz ativista




Outras possíveis irregularidades na prefeitura de Cuiabá estão sendo investigadas. A informação é do prefeito Chico Galindo (PTB), que afirma ter feito diversas denúncias no decorrer do seu mandato, como a que causou nesta sexta-feira (9) a operação “Impostor”, culminando na prisão de 14 pessoas. “Eu tive coragem. Fiz muitas denúncias que podem vir à tona a qualquer momento”, destaca o prefeito. 
 
O diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia MT,presidente da ONG MT Contra a Pedofilia MT, João Batista de Oliveira,considerado como o maior ativista na luta contra a exploração sexual e pedofilia em Cuiabá, comemora - - a prisão de 14 pessoas pela Delegacia Fazendária (Defaz), devido ao envolvimento na máfia do IPTU, "Muita gente ainda pode ser presa...", profetizou o ativista com riso nos lábios, comemorando a atitude corajosa do prefeito de Cuiabá Chico Galindo (PTB). 
 
O diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia MT, João Batista de Oliveira, considerado como o maior ativista na luta contra a exploração sexual e pedofilia em Cuiabá, afirmou que o prefeito de Cuiabá Chico Galindo tomou uma decisão firme, corajosa, responsável e digna de elogios, ainda mais em final de mandato, afirmou o ativista. 
 
De acordo com a Delegacia Fazendária (Defaz), responsável pela condução da investigação, dos 14 detidos dez são servidores efetivos da prefeitura. A suspeita é de que pelo menos 24 pessoas estejam envolvidas no esquema que desviou aproximadamente R$ 1,3 milhão. 
 
O balanço da operação com o número total de presos, nomes e a função que cada um desempenhava no esquema será feito pela Polícia Judiciária Civil nesta segunda-feira (12), em coletiva de imprensa. 
 
Suspeitos de fraudar a arrecadação do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), os indivíduos tiveram a prisão temporária decretada pelo juiz José Arimatéia Neves Costa, da Vara Especializada do Crime Organizado da Capital. Eles vão responder pelos crimes de inserção de dados falsos no sistema de informação, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica e formação de quadrilha. 
 
Galindo disse que não sabe ao certo há quanto tempo isso estaria acontecendo. “Não sabemos exatamente, vamos ter certeza quando tivermos o resultado das investigações”. A priori, o petebista afirma que tinha conhecimento de apenas um caso, mas não descartava a amplitude do esquema. 
 
Com o auxílio de empresas e outras pessoas, os servidores estariam recebendo o pagamento do IPTU por parte do contribuinte e dando baixa nos recibos, mas não repassavam o dinheiro para os cofres municipais. 
 
Fraudes na arrecadação de outros impostos - como ISSQN, Habite-se, pagamento de certidões, contratos, projetos e autorizações junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) - também foram identificadas pela Delegacia Fazendária. 
 
O IPTU é a maior fonte de arrecadação própria da prefeitura. A previsão é de que o Palácio Alencastro arrecade aproximadamente R$ 63 milhões no próximo ano com o recolhimento do imposto. O montante é cerca de R$ 10 milhões a mais do que o recolhido este ano. O aumento foi possível devido à revisão da planta genérica realizada por Galindo. 
 
João Batista de Oliveira 
Diretor do Portal Todos Contra a Pedofilia MT 
 
FONTE: ·   
 
 

JORNAL POVO DO RIO


 

AGÊNCIA DO RIO DE JANEIRO


 

SÃO PAULO EM FOCO


 
 

CORREIO BRAZILIENSE


 

FOLHA DE BRASILIA


 

MAIS BRASILIA


   

PORTAL ALÔ BRASÍLIA

 

SÃO PAULO ONLINE


 

JORNAL ZERO HORA DE BRASÍLI…


http://todoscontraapedofilia.webnode.com/
 

TODOSCONTRAAPEDOFILIA


·         Educação MT
·         Notícias de Várzea Grande
·         Na luta em defesa das crianças
·         Cuiabá 2012 doa a Duem Doer
·         Noticias Sobre Educação
·         Eu voto sustentável MT

 

Voltar